Angola apresenta candidatura formal a membro observador da Francofonia
16-05-2019 | Fonte: Angop

O Governo angolano oficializou, em Paris, a candidatura a membro observador da Organização Internacional da Francofonia.


A decisão, prosseguiu o ministro, baseia-se no facto de Angola possuir relações "privilegiadas" com países francófonos, além de permitir reforçar a integração com os vizinhos, em particular, e com a comunidade francófona, em geral.


A adesão tem o "objectivo estratégico da inserção de Angola no concerto das Nações", sublinhou Manuel Augusto, que, na notícia da Angop, não refere as razões para o país não ter apresentado o pedido para se tornar membro de pleno direito.


A intenção de Angola aderir, com o estatuto de observador, à OIF foi apresentada em fins de maio de 2018, num encontro que João Lourenço teve com o homólogo francês, Emmanuel Macron, no âmbito da visita oficial a França, em que o chefe de Estado gaulês manifestou o seu apoio.


"Quero reafirmar aqui a vontade de Angola em estreitar cada vez mais as nossas relações. Daí o facto de termos manifestado também o interesse em sermos membros, de alguma forma, como observadores ou membros de pleno direito, da OIF, pelo importante papel que esta organização joga no mundo, mas muito em particular no nosso continente, em África", afirmou então João Lourenço. 

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação