Pagamento da dívida restringe acçoes do governo - Bornito de Sousa
11-11-2019 | Fonte: VOA

O vice-presidente angolano Bornito de Sousa disse que o pagamento da divida angolana vai restringir as acções do governo no campo dos investimentos e programas.
 
 
“O Orçamento Geral do Estado para 2020 deverá reservar mais de 60% das receitas, uma fatia considerável para o pagamento de dívidas públicas herdadas”, disse o vice-presidente angolano acrescentando que isso limita “consideravelmente as disponibilidades para as recenes despesas”.
 
 
 
Bornito de Sousa acrescentou que isso vai por outro lado exigir “uma gestão parcimoniosa e exigente dos recursos disponibilizados”.
 
 
 
Bornito de Sousa que falava na Kibala no Kwanza Sul nas celebrações oficiais do dia da independência, disse que a má gestão a e corrupção não podem ser tolerados, acrescentando que os “órgãos competentes” devem prestar atenção e “escrutinar” essas actos.
 
 
 
O combate à corrupção “é uma das grandes apostas do governo e base da eficácia das demais medidas programáticas” do governo, disse ainda ao vice-presidente.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação