Deputado diz que sofreu ameaças de morte por parte da viúva de Agostinho Neto
06-12-2019 | Fonte: O Crime

O deputado independente da CASA-CE, Makuta Ngondo, em entrevista ao programa "Discurso Directo" da Rádio Ecclésia, denunciou que sofreu ameaças de Maria Eugénia Neto, viúva do primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto
 
Segundo o político, cruzou com a presidente da Fundação António Agostinho Neto num restaurante onde frequentam os deputados. "Estava em conversa com outro deputado que encontrei na sala e ela (Eugênia Neto) virou para mim e perguntou como me chamava. Eu disse Makuta Nkondo, ela disse, Senhor Makuta Nkondo, te chamo atenção, tenha cuidado nas tuas denúncias porque o mundo mudou, nem todo mundo tolera denúncias. As tuas denúncias são mentiras. Ouvi tudo que declaraste num áudio e não gostei".
 
De acordo com o deputado, a chamada de atenção de Eugênia Neto foram mais longe. "Ela disse tenha cuidado, porque pode perder a vida, quem me disse isso foi a Maria Eugenia Neto. Perguntei o que disse de mal, ela disse que não se recorda. Mas foi repetitiva na ameaça", denunciou.
 
 
Em seguida, Makuta Nkondo frisou que a viúva de Neto voltou outra vez a chamar atenção para ter cuidado, porque o mundo mudou.
 
"Depois percebi que ela não gostou da minha intervenção sobre o 27 de Maio, sobretudo quando digo que Holden Roberto, Agostinho Neto e Jonas Savimbi são assassinos, Agostinho Neto é como Samora Machel, um herói não atira o seu país a guerra", sentenciou.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação