Presidente angolano cancela participação na cimeira de investimento de Londres
14-01-2020 | Fonte: JA

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, cancelou a participação na Cimeira de Investimento Reino Unido-África, que se vai realizar em Londres, por “questões de calendário”, indicou uma fonte governamental, citada pela Agência Noticiosa Portuguesa (lusa).
 
O chefe de Estado será representado no evento, que vai ter lugar em 20 de janeiro, pelo ministro de Estado do Desenvolvimento Económico e Social, Manuel Nunes Júnior, que estará acompanhado de uma delegação, acrescentou a mesma fonte.
 
Não foi possível detalhar a composição da delegação que se irá deslocar ao Reino Unido.
O Governo britânico quer fazer do Reino Unido o maior investidor estrangeiro em África até 2022 entre os membros do G7, que inclui também Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão e Estados Unidos da América.
 
A cimeira que vai ser presidida pelo primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, pretende mostrar exemplos das mais de 2.000 empresas britânicas a operar em África, cujo investimento é estimado em 38 mil milhões de libras (45 mil milhões de euros) para promover mais oportunidades e parcerias.
 
Foram convidados líderes políticos, empresários e dirigentes de organizações multilaterais, estando confirmada a presença dos presidentes da África do Sul, Cyril Ramaphosa, e do Egito, Abdel Fattah el-Sisi, e do primeiro-ministro das Ilhas Maurícias, Pravind Jugnauth.
 
Numa visita a Angola, na semana passada, o secretário de Estado britânico para a África, Andrew Stephenson, destacou o potencial económico e o interesse do Reino Unido em aumentar o investimento no país africano.
 
Durante a sua viagem de dois dias, Andrew Stephenson reuniu-se com a ministra das Finanças, Vera Daves, e o governador do Banco Nacional de Angola, José de Lima Massano.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação