Caso dos 500 milhões: Manuel Nunes Júnior nunca recebeu notificação
12-02-2020 | Fonte: Jornal de Angola

O ministro de Estado para a Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior, nunca acusou a recepção de qualquer notificação para prestar declarações, como testemunha, no caso de transferência ilícita de 500 milhões de dólares do Banco Nacional de Angola (BNA), cujo julgamento decorre na Câmara Criminal do Tribunal Supremo.
 
Uma fonte do Jornal de Angola ligada ao processo garante que Manuel Nunes Júnior nunca recebeu qualquer notificação, embora compreenda que, para a defesa do ex-governador do BNA, Valter Filipe, seja fundamental e necessária a audição ao ministro de Estado.
 
A defesa de Valter Filipe considera que Manuel Nunes Júnior é uma testemunha necessária por, na altura, enquanto ministro de Estado para o Desenvolvimento Económico e Social, ter estado presente numa reunião, em Luanda, entre o ex-Presidente da República, José Eduardo dos Santos, e os promotores da iniciativa (Perfectbit, Mais Financial Service, SA e Bar Trading) que visava a criação de um fundo de investimento estratégico para financiar projectos estruturantes em Angola.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação