MED quer sociedade no combate à venda dos manuais escolares
13-02-2020 | Fonte: Angop

A ministra da Educação, Ana Paula Tuavanje Elias, apelou em Luanda, o envolvimento da sociedade no combate à venda ilegal de manuais escolares do ensino primário.


De acordo com a ministra, que falava à imprensa no final de uma jornada de constatação do estado das escolas Ngola Mbandi, Complexo Escolar do Ensino Especial e ao Instituto Médio Industrial de Luanda (IMIL), reafirmou que o Governo produziu os manuais para distribuição gratuita em todas as escolas primárias do país, incluindo as do sector privado.


Para atender às necessidades do sector, o governo mandou produziu, no presente ano, 37 milhões e 500 mil manuais do ensino primário, que estão a ser distribuídos às instituições de ensino público e privado.


O Ministério da Educação (MED) controla seis milhões de alunos no ensino primário nas escolas públicas e privadas.
Ana Paula Tuavanje Elias aconselhou os cidadãos a recorrer a polícia para denunciar os indivíduos que insistem em vender os manuais nos mercados informais e nas ruas.


Afirmou que as autoridades policiais estão orientadas no sentido de proceder a apreensão dos manuais vendidos nos mercados informais e leva-los aos gabinetes províncias ou municipais da educação.


Relativamente aos estabelecimentos escolares, a ministra avançou que, apesar de poucos valores financeiros, os seus gestores devem usar da criatividade para cuidarem das instituições.


Em relação a visita, a governante disse que serviu para ver as condições e fazer o levantamento para, brevemente, criarem mecanismos para mitigar as principais dificuldades.


Segundo a ministra, o objectivo é garantir dignidade para professores, alunos e os funcionários administrativos.
A titulo de exemplo, aconselhou a promoverem concursos para o tratamento dos canteiros.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação