Corpo de Savimbi desapareceu do cemitério
05-11-2005 | Fonte: Folha 8
A campa de Jonas Malheiro Savimbi morto no Moxico a 22 de Fevereiro de 2002, foi alegadamente profanada, segundo noticia a edição deste sábado do Bi - Semanário Folha 8.

De acordo com a fonte que cita um militar das FAA de nome Josias Paulo, destacado no Moxico, o governo retirou o corpo, por questões de segurança, receando uma eventual vandalização da sua campa pelos populares mais fanáticos.

Na opinião de Josias Paulo, “se houvesse uma obsessão do Governo para queimar ou fazer desaparecer o corpo de Savimbi, há muito o teríamos feito, pois no dia da sua captura, havia todas as condições de o queimarmos, mas isto não faz parte da nossa cultura”, assegurou.

O Folha, segundo adianta contactou o governo provincial do Moxico, mas quer o delegado da saúde, como o gabinete do governador escusaram-se a confirmar a informação, ficando-se por um lacónico “isso é um assunto da responsabilidade do Governo central, portanto, transcende a nossa competência”, disse um funcionário.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário
Quais os motivos que levaram Angola a obter resultados negativos na corrida ao CAN 2015
  • Os adversários são mais fortes
  • Falta jogadores de qualidade
  • Problemas administrativos
  • Equipa Técnica