Angola continua com número de médicos insuficientes
08-11-2005 | Fonte: A Capital
O número de médicos e de infra-estruturas continuam a não ser suficiente para responder as exigências dos necessitados. As mortes, sobretudo a infantil, continuam em alta, figurando nas mais horrendas estatísticas mundiais, em face daquilo que é a deficiente rede sanitária com consequências directas para a vida das populações.

Os indicadores atinentes a este sector, segundo o jornal A Capital, na sua edição deste final de semana, são assustadores e devem constituir preocupação de um governo que já fez tudo, menos dotar o país de infra-estruturas sanitárias capazes de emprestar uma nova dinâmica ao sector, limitando-se, na maior parte das vezes, por oferecer ao público o mesmo legado herdado do colono.

As taxas de mortalidade infantil, de acordo ainda com o “A Capital”, tendem a subir cada vez mais, sendo a mais alta do mundo, uma situação que reflecte associação entre a degradação do saneamento básico, a falta de acesso a alimentos ricos em teor nutritivo, dificuldades na obtenção de água potável e no acesso aos serviços básicos de saúde preventiva.

Em 30 anos, a saúde em Angola padece de um cancro maligno que o corrói bastante e carece de uma quimioterapia urgente. Em todo o vasto território nacional, existem apenas oito hospitais de nível nacional, todos concentrados em Luanda e mais 91ª unidades hospitalares funcionais de pequena dimensão espalhadas ao longo do país. As unidades de pequeno porte existem em maior número, contando cerca de 249 centros de saúde, que concorrem com 226 postos médicos que, no entanto, são insuficientes para atender a população que se espalha pelo território nacional.

Dados actuas produzidos pelo Ministro da Saúde (MINSA), indicam que Angola continua com apenas com um médico para 20 mil habitantes, uma estimativa de 811 médicos e cerca de 16 mil e 451 enfermeiros, na qual apenas 163 possuem formação superior.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário