Filmes pornográficos e Viagra comandam o volume de vendas na rua comandante Gika
24-01-2006 | Fonte: A Capital
A pornografia continua a ser vendida nas ruas de Luanda, sem que a polícia, sobretudo a económica coloque um travão à prática. Segundo noticiou o semanário “A capital”, fala-se da venda de comprimidos viagra, cujo número de clientes aumenta todos os dias.

Para os jovens vendedores que se encontram ao longo da avenida Comandante Gika, o dia não acaba quando o sol se vai, pelo contrário começa quando os ponteiros do relógio marcam 18 horas, por se tratar do período em que os clientes afluem o local em número considerável.

“Já nos habituamos a vender de noite, é mais calmo, aparecem mais clientes, ganha-se mais, até porque já conhecemos grande parte dos nossos clientes habituais”, revelou Osvaldo, um dos vendedores de tais produtos no local, há já algum tempo.

Aquele semanário, divulgou no entanto, que nem sempre a aglomeração de viaturas próximo às bombas de combustível, no sentido de quem vem da Rádio Nacional de Angola, significa abastecimento. Na maioria das vezes, são clientes dos jovens vendedores que ali se confinam todos os dias, que aproveitam adquirir filmes pornográficos, vendidos a céu aberto, aos olhos de todos os que passam por aquele perímetro.

Os gestos chegam mesmo a denunciar o verdadeiro negócio. Repetidos jogos de luzes ou uma simulada entrada em uma das farmácias locais para pouco tempo. “Truque que nós já conhecemos”, disse um vendedor.

A mesma fonte revelou porém, que o que mais preocupa não tem sido, propriamente, os discos DVD ou VCD repletos de imagens pornográficas, mas o número de pessoas que ocorrem ao local a solicitarem comprimidos do tipo Viagra, ao que se supõe as suas performances sexuais.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário
Quais os motivos que levaram Angola a obter resultados negativos na corrida ao CAN 2015
  • Os adversários são mais fortes
  • Falta jogadores de qualidade
  • Problemas administrativos
  • Equipa Técnica