1.º de Agosto rompe silêncio e anuncia reforços
17-07-2020 | Fonte: Angop

Remetido ao silêncio, neste período de limitada preparação da época 2020/21 devido à pandemia mundial da covid - 19, o 1.º de Agosto anunciou quarta-feira três reforços de uma só sentada.

Ao contrário do seu principal rival, o Petro de Luanda, muito interventivo neste aspecto, os “militares” até então optaram por uma política de resguardo nas plataformas digitais de comunicação e informação, canais preferenciais em época de distanciamento social.
 
O campeão nacional anunciou no seu sítio oficial a contratação do médio ofensivo Brayan Josué Velásquez Moya, por duas épocas.
 
O internacional hondurenho representou o Zulia Futebol Clube, da primeira divisão do campeonato da Venezuela, onde marcou 39 golos em 17 jogos, na época 2019/2020.
 
De  26 anos de idade, Brayan Moya é um médio ofensivo que também pode evoluir na ala direita e como ponta- de- lança.
 
Na nova equipa, o atleta, que soma cinco internacionalizações pela selecção - A das Honduras, terá a concorrência de Ary Papel (10 golos na época finda) e de Mabululu (13 golos).
 
Nsesani de regresso aos postes dos “rubro-negros”
 
Cedido à Académica do Lobito na época transacta, a título de empréstimo, o guarda-redes Nsesani Simão, formado no clube militar, regressa face ao seu desempenho no último Campeonato Nacional “Girabola2019/20”.
 
De 19 anos de idade, esteve também em destaque na última Taça COSAFA, tendo sido eleito o melhor jogador na sua posição, com 5 golos sofridos em igual número de jogos.
 
O  guarda-redes foi igualmente um dos destaques do Girabola transacto, anulado por força da covid - 19, assumindo diversas vezes a titularidade na baliza da Académica do Lobito, com o registo final de 3 golos sofridos em 12 jogos.
 
O jogador vai disputar um lugar ao sol com os experientes Tony Cabaça e Neblú.
 
 
Mona também regressa para reforçar a ala direita
 
A qualidade demonstrada pelo jovem lateral direito, de 22 anos de idade, que nas últimas épocas se destacou ao serviço do Recreativo da Caála, convenceu a direcção do 1.º de Agosto visando as próximas competições.
 
Mona foi formado na academia do clube e posteriormente emprestado à equipa do Huambo, onde teve a oportunidade de competir ao mais alto nível nas épocas 2018, 2018/19 e 2019/20, somando 60 jogos no total.
 
O atleta terá a forte concorrência de Isaac, cujas qualidades indiscutíveis o colocam na posição de um dos melhores, se não mesmo o melhor lateral direito a evoluir no país.
 
No entanto, o clube do “rio - seco” mantém-se mudo quanto a possível contratação de Ary Papel, um dos seus principais activos, pelo Zamalek do Egipto.
 
Apesar de o assunto já ter sido abordado pela imprensa egípcia, inclusive pelo agente do jogador, oficialmente nada é confirmado ou desmentido pela colectividade liderada por Carlos Hendrick.
 
O eventual regresso do médio ofensivo Geraldo, em fim de contrato com o Al Ahly do Egipto, bem como as cogitadas saídas de Nelson Luz e Zito Luvumbo não mereceram, para já, resposta dos agostinos.
 
Segundo escreveu o jornal português O JOGO, a SAD do Vitória está envolvida em várias frentes para assegurar reforços, estando para breve o anúncio da contratação de Nélson Luz.
 
Já Zito Luvumbo é pretendido por vários clubes da Europa, destacando-se o West Ham FC, da primeira Liga Inglesa, além de formações de Portugal e Espanha.
 
A possível contratação de Herenilson, de 23 anos de idade, que no campeonato anterior representou o Petro de Luanda, é outro assunto não esclarecido até agora, tal como caso de Osvaldo Capemba "Capita", que rubricou um contrato por cinco épocas com o Lille, de França.
 
De 18 anos de idade, o atacante é proveniente do CD Trofense, que evolui no Campeonato de Portugal, série - B, colectividade com a qual tinha um pré-acordo, assinado este ano.
 
Capita saiu de Angola de forma litigiosa com o seu clube, o 1.º de Agosto, e foi preciso a intervenção da Federação Internacional de Futebol Associado orientar o pagamento, por parte do Trofense, de AKz 200 milhões, como cláusula de rescisão sob pena de o atleta não ser utilizado.
 
O prazo estipulado pelo órgão reitor terminou no passado dia dez, mas sobre o assunto nem uma reação verbal e muito menos nas plataformas digitais da agremiação.
 
O 1.º de Agosto disputa este ano o Campeonato Nacional da I Divisão (o sorteio realiza-se dia 29 próximo), Taça de Angola e Taça dos Clubes Campeões de África.
 

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação