Bodiva justifica nomeação da filha do Presidente da República
20-08-2020 | Fonte: Valor Económico

A Bolsa de Dívidas e Valores de Angola (Bodiva) justificou a nomeação da filha do Presidente da República para o conselho de administração com o currículo, “empenho” e o “percurso” de Cristina Lourenço, demonstrados na instituição entre 2014 e 2016.
 
A Bodiva sentiu necessidade de prestar esclarecimentos dias depois da polémica ter sido levantada pelo diário português Jornal Económico, apesar de ter merecido a atenção da media nacional.
 
Em comunicado, a instituição esclarece que Cristina Lourenço está no conselho de administração "por competência e provas dadas".  “A capacidade de gestão demonstrada no processo de criação e implementação de uma unidade de estrutura no Ministério das Finanças estiveram na base da decisão desta comissão de convidar o antigo quadro para assumir a função. Um regresso à casa”, explica a nota a que o VE teve acesso.
 
A Bodiva reforça ainda que Cristina Lourenço foi nomeada em Março, por unanimidade em Assembleia Geral, e que essa nomeação foi para cobrir a necessidade de substituir um membro do conselho de administração.
 

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação