Anabela Dinis deixa o gabinete de cidadania e sociedade civil do MPLA
30-11-2020 | Fonte: Correio Kianda

Desalinhamento com a estratégia politica do partido é o busilis da questão e, em substituição foi indicada a secretária para os Assuntos Sociais do Presidente da República, Fátima Viegas, que já exerceu o cargo, de 2014 a 2019.
 
Uma fonte do Correio da Kianda avança que o presidente do partido, João Lourenço, terá dado orientações à sua vice, Luísa Damião, para informar a Anabela Dinis, com quem JLO não falava há um ano, que o partido dispensava os seus préstimos, tendo, na última sexta-feira Luísa Damião e Paulo Pombolo, reunido com a mesma a informa-la da sua dispensa para o cargo de Directora do Gabinete de cidadania e Sociedade Civil do partido MPLA.
 
A razão, avança a fonte, atitudes menos boa da “Mamusca”, como também é tratada pelos seus colaboradores, que recorrentemente chocava com o grupo que trabalha na estratégia política de João Lourenço, causando desta, ruído na comunicação politica do partido, sobretudo nas redes sociais.
 
Outra acusação contra Anabela Dinis é de que terá abordado diversas entidades, entre os quais empresários, supostamente em nome do Presidente do partido, a solicitar vários financiamentos em bens e dinheiro, que terá usado em actividades de apoio a Covid-19.
 
Ao empresário Tulumba, acrescenta a fonte do Correio da Kianda, terá solicitado oito viaturas supostamente para uso do gabinete de cidadania, e este suspeitando da veracidade, tendo em conta que o gabinete de cidadania não possui autonomia administrativa e patrimonial para tais solicitações, terá ido confirmar junto da presidência que, entretanto, negou e abortou os pedidos.
 
Na próxima semana será formalizada a exoneração da Camarada Anabela Dinis, e prevê-se, a realização de uma auditoria, a pedido do  Secretariado do Bureau Político do MPLA, para apurar os valores reais que a directora suspensa terá recebido e usado em acções de apoio ao combate a covid-19 e não só.
 
“Não isto não é verdade” começou a dizer, Anabela Dinis, ao ser contactada pelo Correio da Kianda, na manhã deste domingo, 29, negando as informações a volta da suposta suspensão. “Então uma pessoa não pode sair de um cargo para o outro?”, continuou.
 
Questionada sobre a reunião que terá tido na última sexta-feira, Anabela Dinis respondeu que o encontro “foi para tratar de assuntos relacionados ao natal do partido, das actividades do partido. Prova disto é que vocês vão ver ainda nesta semana actividades do gabinete, e verão se é verdade ou é mentira”, garantiu.
 
Entretanto “eu não tenho conhecimento”, sobre a sua exoneração, comentando que a exoneração de quadros que é uma movimentação normal, tendo afirmado, por outro lado que as vezes até é melhor estar num sitio em relação ao que o quadro se encontre.
 
Sobre os pedidos de apoio, Anabela Dinis disse que empresário Lutumba é colaborador do gabinete de cidadania do MPLA, juntamente com outros empresários, que têm estado a ajudar o partido nas acções de combate a pandemia da covid-19. “Todas essas comidas que nós andámos a distribuir nas províncias e nos municípios por conta da pandemia, era com apoios dos nossos militantes e da direcção do partido”.
 
Anabela dos Santos Dinis foi nomeada em outubro de 2019 durante a terceira reunião ordinária do MPLA, como Directora do Gabinete de cidadania e Sociedade Civil do MPLA, em substituição da Socióloga Fatima Viegas.
 

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação