Avião: Fluxo de passageiros reduz em 3,3 milhões
11-01-2021 | Fonte: Jornal de Angola

O número de passageiros nos voos nacionais e internacionais reduziu de 3.461.634, em 2019, para 124.749, em 2020, uma queda anual de cerca de 3.500 por cento ou de 3,3 milhões de viajantes, segundo um relatório do Instituto Nacional de Aviação Civil (INAVIC) a que o Jornal de Angola teve acesso.

O documento salienta que os aeroportos nacionais registaram, no período de 27 de Março a 31 de Dezembro último, 246 voos humanitários, 137 regulares, 10 extraordinários e 527 de privado internacional. O volume de carga transportada ascendeu a 11.273.306 toneladas de Março a Dezembro de 2020, contra as 40.627 de 2019, quando a movimentação de carga nos aeroportos e aeródromos diminuiu 8,6 por cento face ao igual período de 2018, correspondendo a uma queda de 3.827 toneladas.

O mês de Junho de 2020 foi o que registou maior volume de cargas transportadas, com 1,5 milhões de toneladas, seguido por Outubro, com 1,4 toneladas, enquanto, com menos carga, figuram os meses de Março e Dezembro, com 243.129 e 383.448 toneladas, respectivamente.

No que toca a passageiros, os meses de Setembro, Outubro e Novembro de 2020 foram os períodos que tiveram maiores fluxos, situados em 19.111, bem como em 27.274 e 27.274, respectivamente. Registo No ano de 2019, o movimento de aeronaves nos aeroportos e aeródromos decresceu 12 por cento em relação ao mesmo período do ano de 2018. Em termos absolutos, no período em referência registaram-se 64.431 movimentos, dos quais 78 por cento correspondem aos voos domésticos e 22 por cento a voos Internacionais.

Naquele primeiro ano, o número de aterragens e de descolagens de aeronaves decresceu 12,9 por cento em relação ao mesmo período do ano de 2018. Em termos absolutos, no período em análise, registaram-se nos aeroportos e aeródromos a nível nacional 32.213 movimentos de aterragens e 32.218 movimentos de descolagens, correspondendo a um decréscimo de 4.790 aterragens e a 4.787 descolagens de aeronaves comparativamente ao mesmo período do ano de 2018.

Estratégias Em linha com as orientações do Ministério dos Transportes, o Conselho de Administração da Sociedade Gestora de Aeroportos (SGA-SA) definiu como uma das prioridades, a certificação dos aeroportos da Catumbela e de Luanda.A segurança nos aeroportos é uma das apostas, minorando os perigos da pandemia para que os passageiros se sintam motivados a retomar as viagens, segundo garantiu há dias o presidente do Conselho de Administração da SGA, Nataniel Domingos.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação