União Europeia confirma participação na bienal de Luanda 2021
16-06-2021 | Fonte:

No âmbito dos preparativos para a realização em Angola, da 2ª Edição da Bienal de Luanda – Fórum Pan-Africano para a Cultura da Paz em África, o Coordenador do Comité de Gestão para a Bienal, o Embaixador Diekumpuna Sita José, recebeu hoje, dia 16 de Junho, em audiência, a Embaixadora da União Europeia em Angola, Jeannette Seppen, com quem abordou questões relacionadas com as condições que estão a ser criadas por Angola, para albergar o evento, em Outubro Próximo.

A diplomata europeia congratulou-se face às informações recebidas durante a audiência, e manifestou total disponibilidade em cooperar no sentido de assegurar que da parte da União europeia possa haver uma representação de alto nível, durante a realização da Bienal de Luanda 2021, que se vai debruçar sobre a temática da paz, um assunto tão importante que faz a ligação entre os povos de Angola, de África e também da União Europeia.

Ao termo do encontro, a Embaixadora Jeannette Seppen, deixou claro que a União europeia vai fazer o seu melhor no sentido de assegurar a sua participação  na Bienal de Luanda com uma delegação.

A Bienal de Luanda - Fórum Pan-Africano para a Cultura da Paz em África é uma iniciativa conjunta União Africana/Organização das Nações Unidas para a Ciência, Educação e Cultura (UNESCO) e Governo de Angola e este ano, decorre sob o lema “Artes, Cultura e Património: Alavancas para Construir a África que queremos”, cujo objectivo visa fortalecer o Movimento Pan-Africano para uma cultura de paz e não violência.

Participou do encontro, o Director da UNESCO em Angola e Coordenador Internacional da Bienal de Luanda, Enzo Fazzino. O responsável sublinha esta etapa dos preparativos da Bienal de Luanda como crucial, já que é marcada pelo envolvimento de diferentes parceiros, isto como rescaldo deste encontro e de vários outros que se desenrolaram na sede da UNESCO em Paris, bem como na sede da União Africana, em Adis-Abeba, no âmbito dos preparativos. 

Uma vez que o mundo se vê a braços com a pandemia da COVID-19, esta edição da Bienal de Luanda deverá ser considerada num formato híbrido, articulando o mecanismo virtual com o presencial. 

O seu ponto mais alto será a semana de 04 a 08 de Outubro, de 2021, altura em que tem lugar, na capital de Angola, uma serie de eventos que vão marcar a agenda do encontro.

O programa dos 5 dias da semana da Bienal de Luanda deverá ser marcado pela realização de uma série de iniciativas, em torno de eixos como o diálogo inter-geracional entre líderes e jovens; as boas práticas de construção da paz em África; o estabelecimento de uma aliança de parceiros para uma cultura de paz em África e a realização de um festival de culturas. 

Para preparar a sua realização na capital angolana, o Presidente da República, João Lourenço, criou por Decreto Presidencial, a Comissão Nacional Multissetorial, coordenada pela Ministra de Estado para a Área Social Carolina Cerqueira. Para coordenar o seu Comitê Gestor Nacional, foi nomeado o embaixador Diekumpuna Sita José.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação