FAF dá razão ao Wiliete no caso “Vingumba”
03-07-2021 | Fonte: Angop

O Conselho Jurisdicional da Federação Angolana de Futebol (FAF) julgou improcedente o recurso apresentado pelo Clube Desportivo Ferrovia do Huambo em relação ao caso do atleta Alberto Eliseu Xavier “Vingumba”, dando razão ao reclamante Wiliete Sport Clube de Benguela.

Segundo um Comunicado do órgão reitor que a ANGOP teve acesso, esta sexta-feira,  ficou provada a falsificação do documento e a consequente inscrição irregular do atleta, cuja sanção ao abrigo do artigo 51º nº I do Regulamento de Disciplina é a atribuição de derrota nos jogos em que fez parte da ficha técnica.

A nota refere que não dá provimento ao recurso interposto e sanciona o Ferrovia com suspensão por uma época, multa no valor correspondente a 3.000 UCF (1 UCF equivale a Kz 888) por cada jogo e indemnização pelos danos com o procedimento cautelar requerido, incluindo defesas judiciais e extrajudiciais.              

Acrescenta que será instaurado um procedimento criminal contra o representante legal da colectividade do Huambo e outras pessoas eventualmente implicadas.

Recentemente, o presidente da agremiação, Adriano Catito, mostrou-se preocupado com a morosidade por parte do Conselho Jurisdicional da FAF na deliberação do recurso interposto sobre o caso Vingumba, após decisão desfavorável e punição com retirada de pontos nos jogos por parte do Conselho de Disciplina.          

Ao clube do planalto central foi retirado 19 pontos no passado dia 21 de Abril na sequência do protesto interposto pelo Wiliete de Benguela por alegada má inscrição do jogador.

No protesto, o Wiliete sustentou a sua petição fundamentando que o jogador terá sido inscrito no Ferrovia do Huambo sem o acordo de rescisão com a direcção do clube “benguelense”, que representou na época anterior.

Inconformado com a decisão, o clube do Huambo interpôs um recurso hierárquico ao Conselho Jurisdicional da FAF, no passado dia 27 de Abril, para se repor a verdade desportiva.

Também intentou uma acção no Tribunal de Luanda, cujo Conselho Jurisdicional da FAF na presente deliberação considera violação às leis e normas desportivas vigentes no país, por tratar-se de matérias sobre regulamentos de competições internas.      

Fruto da sanção, o Ferrovia do Huambo é o último classificado do Campeonato Nacional (Girabola2021), com 11 pontos.

A tabela classificativa é liderada pelo Petro de Luanda, com 63 pontos.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação