Rui falcão acusa Adalberto Costa Júnior e "o seu amigo Ekuikui" de pagarem a "arruaceiros"
20-07-2021 | Fonte: Novo Jornal

A UNITA anunciou na sexta-feira que ia fazer uma queixa-crime à Procuradoria-Geral da República (PGR) "contra o MPLA", que acusou de ter aliciado os seus militantes com 22 milhões de kwanzas, valor retido pelo partido. Rui falcão fez sair uma nota em que contra-ataca e nega as acusações, garantindo que os 22 milhões de kwanzas são fruto "de uma denúncia feita pelo MPLA".

ssa é parte do dinheiro que a UNITA [União Nacional para a Independência Total de Angola] disponibilizou para aliciar arruaceiros e que só não foi disponibilizado porque nós denunciámos antecipadamente", lê-se na nota enviada por Rui Falcão, secretário para a Informação do bureau político do MPLA.

Segundo a nota do Movimento Popular de Libertação de Angola, a UNITA "não aponta o nome de quem terá entregado o referido montante e, muito menos, quem recebeu".

Como tal, refere o texto, "só acredita nele quem não quer ver a verdade".

Rui Falcão disse ainda, mas numa intervenção para militantes do seu partido, que a diferença entre o MPLA e as outras forças políticas, está no facto de não serem "arruaceiros".

"Nós amamos o povo e primamos pela defesa da vida, esse é o legado que os nossos dirigentes deixaram e é esse o legado que vamos transmitir as futuras gerações", afirmou.

"Há três semanas andavam a embandeirar em arco que já tinham ganhado, mas estão agora a render-se à evidência", acrescentando que o comité provincial do partido de Luanda "foi surpreendido com um grupo significativo de jovens, antigos militantes da UNITA que se entregaram voluntariamente ao MPLA".

"Quando me comunicaram sobre o ingresso de antigos militantes da UNITA para o MPLA reflecti sobre as causas, e as descobri na mesma madrugada. O senhor Adalberto fugiu do país, depois de pagar a arruaceiros para fazer manifestação", apontou.

O dirigente político disse ainda que "Adalberto Costa Júnior não aprende, voltou a ligar para o seu amigo Ekuikui para consertarem mais confusão na cidade de Luanda e deu-se o luxo de dizer "mobilize esses arruaceiros, o dinheiro não nos falta".

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação