Legado de Rescova apresentado em livro
21-07-2021 | Fonte: Jornal de Angola

O académico angolano Manuel Salvador vai lançar no dia 30 deste mês, no Memorial Dr. António Agostinho Neto, em Luanda, o livro intitulado “Monó – O Legado de Sérgio Luther Rescova Joaquim: 1980-2020”, como forma de homenagear os seus feitos.

O livro, prefaciado pelo Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa, traz a público o histórico inspirador que foi a vida de Sérgio Luther Rescova, bem como os testemunhos e textos fúnebres de figuras políticas, diplomáticas, sociais e familiares que com ele conviveram e partilharam em diversas ocasiões.

"De uma maneira geral, os leitores vão ter a oportunidade de encontrar neste livro o percurso de um jovem que orgulha qualquer pessoa, independentemente da cor partidária”, garante o autor, para quem foi, exactamente, esta a razão principal que o levou a escrever o livro.

No prefácio ao livro de 105 páginas, o Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa, recorda Rescova como um jovem educado, humilde, dedicado aos estudos e com uma indisfarçável vontade de estar sempre entre os me-lhores, qualidades que disse terem atraído "positivamente” a sua atenção.

"Não foi difícil obter a concordância do Professor Adérito Correia, director da Faculdade, para inclui-lo no selecto team de jovens iniciantes na docência”, lê-se no prefácio. Bornito de Sousa acrescenta ainda que, desde essa altura, passaram a trilhar juntos os caminhos da docência na Faculdade de Direito da Universidade Católica de Angola, assumindo como um sacerdócio a pesquisa e a partilha de conhecimento em matéria de Ciência Política e Direito Constitucional. "Confesso que, a dada altu-ra, não sei quem inspirava quem”, escreve.

O Vice-Presidente da República recorda, igualmente, que, ao longo de tantos anos dedicados a ajudar a formar jovens quadros ou simplesmente a descobri-los e dar-lhes oportunidade, Rescova foi o que "teve um quê especial, por ter sido, talvez, aquele com quem mais recentemente trabalhei, ensinei e aprendi”.

Durante as aulas, prosseguiu Bornito de Sousa, nem precisava de olhar-lhe nos olhos para perceber que estava a ser rigorosamente escrutinado. "Cada gesto, cada movimento, por mais insignificante que pudesse parecer, sentia-o, era processado e ganhava significado na mente do então jovem académico, que, já naquela altura, tinha ideias muito claras sobre a política e o futuro”. O livro, que contou com o patrocínio do Governo e da direcção central do MPLA, vai ser comercializado ao preço de cinco mil kwanzas.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação