ENAPP-E.P única responsável pelo “propalado” concurso da AGT
16-01-2023 | Fonte: Angop

A Administração Geral Tributária (AGT) alerta ao público interessado no concurso público para as 360 vagas que, a Administração Nacional de Administração e Políticas Públicas (ENAPP) é a única responsável pelo processo e desincentiva os eventuais burladores.

Em conferência de imprensa realizada esta segunda-feira, no quadro do referido concurso, a AGT apela à população no sentido de consumir apenas informações oficiais.

O alerta surge depois de estarem já a surgir nas redes sociais desinformações em torno deste processo, após a publicação do Despacho nr. 10 de Janeiro (2023) do Ministério das Finanças que determina a abertura do concurso de ingresso externo na AGT a nível dos serviços centrais e regiões tributárias.    

De acordo com a directora dos Recursos Humanos da AGT, Marlene Martins, tão logo forem criadas as condições, a data do início sobre a submissão das candidaturas será publicado no jornal com maior tiragem em Angola, o Jornal de Angola.

“A abertura do concurso público será devidamente anunciada pelo ENAPP, por via do Jornal de Angola.Assim que for feita,brevemente, a população terá as informações sobre o início da submissão das candidaturas”, esclareceu a responsável.

No anúncio, acrescentou, estará disponível informação sobre os requisitos necessários para as vagas, assim como as vias oficiais para a submissão das candidaturas, que poderão ser por  via electrónica. 

O Despacho do Ministério das Finanças já publicado em Diário da República, 11 de Janeiro, confirma o reforço de pessoal na AGT com 360 vagas na categoria de técnico médio tributário de terceira classe.

As vagas disponíveis por províncias estão repartidas nas 5ª ,6ª e 7ª Regiões Tributárias, cobrindo o Bié (7), Namibe (10), Huíla (10), Cunene (36), Cuando Cubango (34), Lunda Norte (22), Lunda-Sul (21), Moxico (27) e Luanda-sede (20).

As profissões a recrutar, para 310 vagas, estão ligadas as especialidades de técnicos de navegação e controlo aduaneiro, de fiscalização aduaneira, de contencioso (aduaneiro e fiscal), de inspecção aduaneira/fiscalidade e contabilidade.

Outras 40 vagas serão preenchidas por técnicos ligados à operação de scanners e Raio-X, de CCTV.

Enquanto outros 10 lugares estão disponíveis para técnicos informáticos, com valência em administração de sistemas, levantamento de requisitos de base de dados e desenvolvimento do sistema de infra-estruturas.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação