Luanda concentra 48,7% das empresas angolanas, revela estudo do INE
21-01-2023 | Fonte: Novo Jornal

O Recenseamento de Empresas e Estabelecimentos (REMPE) 2020-2021 revela que a província de Luanda concentra 48,7% das empresas do País, enquanto as restantes 42,3% estão distribuídas pelas 17 outras províncias.

O Recenseamento de Empresas e Estabelecimentos (REMPE) 2020-2021 revela que a província de Luanda concentra 48,7% das empresas do País, enquanto as restantes 42,3% estão distribuídas pelas 17 outras províncias.

O relatório lançado hoje em Luanda pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) indica que das 83.722 empresas recenseadas 8,1% estão em Benguela, segue-se o Huambo com 6,3%, Huíla 5%, Bié com 3,5% e o Kuando-Kubango ocupa o último lugar com somente 1% das empresas.

Destas empresas 89,9% encontram-se em actividade, 4,1 encerradas, 3,7% suspensas e 2,3 por cento aguardam início da actividade. O documento refere ainda que 33% das empresas pertencem ao sector informal, que congrega 6% da força trabalho, no recenseamento que exclui o trabalho dos vendedores ambulantes, roulotes e feiras.

Sobre a natureza jurídica das empresas, o levantamento realça que o sector formal ocupa 40,3%, seguido do informal com 33%, em nome individual (40,3%), sociedade por quotas (21,1%), sociedade unipessoal 4,3%, sociedade anónima 12,2% e empresa 0,1%.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação